quinta-feira, janeiro 4

Série: Arte feita pelas mulheres

Em 1989 um cartaz das Guerrilla Girls protestava, nas ruas de Nova Iorque, contra o sexismo institucionalizado. Neste caso, nos museus.

A actualidade de há 18 anos é também, ainda que atenuada, a actualidade de hoje. (já tínhamos avisado quanto à redundância!)

E para que o papel da mulher na arte não se apague num corpo objecto; para que não seja mero espelho de uma visão masculina - nua de pluridimensionalidade; para que a mulher (o seu mundo) possa ser matéria de si mesma e, assim, menos falsificada e espartilhada, há que retirá-la da tela – convocando-a - e destacar-lhe o lugar de criadora.

Eis o motivo da série de posts que agora se anuncia.

Fica, portanto, a promessa de, muito simplesmente, mostrar em posts futuros mulheres que se distinguiram na arte do séc. XX e XXI.

… até lá, deixemos a promessa suspensa – como um post que abruptamente acaba numa imagem - na arte deste grupo de artistas anónimo.


Outros posters, das Guerrilla Girls, podem ser vistos aqui.
E aproveitem para cuscar todo o site!

2 comentários:

Safo disse...

Até que essa promessa, abruptamente acabada numa imagem, se cumpra, fica em suspenso, neste post, a posição da mulher na obra de arte: talvez uma imagem, abruptamente acabada em promessa!

Natarajboy disse...

Axo muito bem darem enfase à arte criada pelo vosso sexo, pois é de louvar!!!!