sexta-feira, novembro 17

A anorexia nervosa é um transtorno alimentar caracterizado por uma rígida e insuficiente dieta alimentar (caracterizando em baixo peso corporal) e stress físico. A anorexia nervosa é uma doença complexa, envolvendo componentes psicológicos, fisiológicos e sociais. Uma pessoa com anorexia nervosa é chamada de anoréctica. Uma pessoa anoréctica pode ser também bulimia. A anorexia nervosa afecta primariamente adolescentes do sexo feminino e jovens mulheres do Hemisfério Ocidental. A taxa de mortalidade da anorexia nervosa é de aproximadamente 10%, uma das maiores entre qualquer transtorno psicológico. A anorexia nervosa, por ser uma doença com raízes psicológicas, é difícil de ser tratada e curada. Uma vez diagnosticada, a anoréctica passa por terapia individual, terapia em grupo e terapia familiar, em casos leves e moderados. Punições contra recaídas geralmente são pouco efectivas, uma vez que o objectivo do anoréctico é emagrecer a todo custo. A força de vontade da anoréctica em tratar-se é importante, mas como a negação do problema é frequente, médicos, terapeutas e familiares precisam ser pacientes enquanto motivam e apoiam a anoréctica em sua recuperação. Paciência, diálogo e motivação são essenciais no tratamento contra a anorexia.

“A modelo brasileira Ana Carolina Reston morreu, esta terça-feira, num hospital de São Paulo, Brasil, vítima de anorexia. A jovem tinha 21 anos e com 1,74 de altura pesava apenas 40 quilos.

Ana Carolina foi internada em Outubro, vítima da doença e com problemas respiratórios e renais. A modelo foi hospitalizada na véspera de uma viagem que a levaria a Paris para uma sessão fotográfica. Desde então, o estado de saúde da manequim foi piorando até se transformar numa infecção generalizada.
A modelo brasileira vomitava quase tudo o que comia e a sua alimentação resumia-se sobretudo a tomates e maçãs. Recentemente, Ana Carolina viu recusado o «book» que fez para Giorgio Armani, por ter sido considerada demasiado magra. Ainda assim trabalhava para agências internacionais como a Ford, Elite e L'equipe.
A família espera que a morte da modelo sirva de alerta para os perigos da ditadura da magreza.”

Era bom que isto acabasse, mas cada vez mais aumenta... Cada vez mais se vê modelos muito magrase são exigidas também pela alta costura. Para mim deveria haver modelos de todo tipo, altas, médias, baixas, magras, gordas, médias... Afinal somos todos de carne e osso (eu mais carninha :P) e a roupa existe para todos!!






5 comentários:

Anónimo disse...

O mais engraçado é que a roupa normalmente é feita maioritariamente para pessoas normais! Então pq não pôr modelos mais gordinhas a desfilar?
Vão exigir que agora uma modelo com 1,75 m pese pelo menos 50 kgs. Ainda assim as modelos serão magras, mas terão uma boa saúde.
A moda pode não ser a responsavel pela anorexia, mas é uma grande influência!

Beijokas da cuskiss

cuscaróis disse...

Olá!

Antes de mais é preciso diferenciar esta questão.

Já me foi diagnosticada anorexia nervosa e, nessa altura, nem conseguia olhar para o espelho!
Estava demasiado magra e sentia-me feia! O que me acontecia era, por causa de uma alteração do sistema nervoso, tudo o que comia vomitava!
Numa semana emagreci 7 kilos!

Há, depois, outro tipo de Anorexia, que será o caso da Ana Carolina, que não come ou vomita propositadamente. Com 40 kilos devia achar-se gorda!

Também acho que todas as mulheres e homens (independentemente das formas e tipos) deveriam poder ser modelos. Acho até, que seria um grande desafio para os criadores!

Alien David Sousa disse...

Li sobre a morte da modelo. Muito antes desta morte escrevi um texto no meu Blog sobre a anorexia e coloquei umas fotos de algumas modelos. Cheguei a ter comentários de pessoas que diziam que as fotos era montagens. Mais tarde tivemos o casa espanhol, quando várias modelos foram proibidas de participar num FASHION SHOW devido ao seu peso.
Muito sinceramente, acho que não está nas nossas mãos a solução para este problema. Mas sim, nas mãos dos Estilistas. Esses sim, são eles que criam as roupas e o fazem em números pequenos, talvez porque fique esteticamente mais bonito na CATWALK. Não sei. O que sei é que as adolescentes de hoje, seguem o que vêem nas revistas...e isto é um circulo vicioso.
Se fosse eu a mandar. Era simples. As modelos, tal como os pugilistas, teriam de ter X de peso para serem modelos. Se estivessem abaixo desse peso ( magras) não o poderiam ser. Talvez, assim as coisas mudassem. Morrer de uma forma tão parva é triste. A mim parte-me o coração.

MeninaDoMar disse...

Passei pelo teu blog porque vi um comentário teu num outro blog e achei interessante.
Deixa-me dizer-te que concordo inteiramente com o que dizes em relação a esta tema...

Beijinhos,vou passar por cá mais vezes

peace_love disse...

realmente porque é que as modelos têm de ser esqueléticas?